Klassis, creme clareador

22 nov

Desde sempre “passeio” por consultórios de dermatologistas e por um bom tempo (e recomendação de vários deles) fui adepta a dupla ácido retinóico e peróxido de benzoíla.  Que bela dupla. Manipulava a dosagem recomendada e pelo menos uma vez ao ano (no inverno) usava por alguns meses em noites alternadas e: pele nova! Linda, limpa, lisa, branca e sem manchas. Além de acnes esporádicas, eu tenho tendência a melasma, aquelas por manchas acastanhadas na pele (algo com hormônios e exposição ao sol), por isso na minha vida protetor solar vem como prioridade básica (tenho váriosss, um dia listo).

Deve ser usado com cuidado, levando a sério o filtro solar e lavando bem a pele pela manhã. A dupla age em conjunto para promover a esfoliação, produção de colágeno, clareamente, controle de oleosidade, ação antibiótico e antiinflamatório. Parece tudo, mas durante o tratamento a pele pode ficar super irritada e até passar o protetor solar fica complicado. Fora o saco de manchar tudo a sua volta, até os lençóis (no caso do peróxido que parece Cândida). Enfim, é tratamento de choque.

Mesmo assim, acreditava eu que ia manter este ritual pelo resto da minha existência. Durou até conhecer  meu atual dermatologista (que é ótimo), a cerca de um ano. Troquei na época porque a anterior queria resolver com intervenção quase cirúrgica uma erupção-cisto na minha pele; o que ele resolveu de maneira eficiente com creme e antibiótico oral.

Para minha surpresa (sério, rs) ele vedou o uso do ácido retinóico alegando que aumenta o aparecimento de vasinhos na pele (principalmente em pessoas bronzeadas igual a neve, como eu). Triste (é sério) aderi a primeira indicação, enfim vamos a ele: Klassis, creme clareador, da Theraskin.

Já começa que ele é bem mais caro que a dupla manipulada (faixa de R$80,00 a R$ 100,00 por 25g), mas tem boa duração porque (como a quase unanimidade dos cremes) você não tem que entupir a pele. Formulação: Ácido Láctico, Ácido Glicólico, Arbutin, Ácido Kójico, com filtro solar FPS 18 – UVA 6.

O que a marca promete:  possui uma associação única de ativos para a prevenção das hiperpigmentações e sinais de dano solar, promovendo o clareamento gradual da pele. Filtro solar garante proteção prevenindo e evitando as repigmentações. Creme de uso diário que pode ser utilizado durante todo o ano. A sinergia do Complexo Clareador Intensivo (Ácido Kojico e Arbutin) em associação com alfa-hidroxiácidos, contribui para o processo de renovação celular, promovendo a revitalização da pele. Pele mais suave e homogênea.

Na minha opinião: ao contrário da indicação do fabricante para uso de dia, meu dermato recomendou o uso noturno. Klassis funciona: clareia, uniformiza e hidrata a pele, e foi neste ponto que para mim complicou. Eu não consegui gostar totalmente deste creme por causa da sua textura, meio oleosa e pesada. Minha pele vai de mista a oleosa e pela manhã acordava totalmente sebosa, para mim isso foi desconfortável. Salvo os dias que estava com a pele mais seca (minha pele muda doidamente) ele ia muito bem. Assim, acredito que para quem tenha a pele de normal a seca ele funcione bem melhor. Mas isso é sempre uma experiência individual. E para clarear ele atende, como a maioria com esta promessa, se for usado continua e corretamente (não quer milagre né?). Bem, por causa do meu desconforto, me incomodava mesmo (saca quando você não está feliz com um creme? eu preciso estar) e acabei pedindo pra ele trocar. Abri mão dele.

Meu dermato substituiu então o Klassis pelo Biomedic Pigment Control, da La Roche-Posay. Já comecei a usar e em breve volto para contar ; ) !!

Enfim a base da pele linda e ryca é com certeza livre de manchas, lisa e uniforme. Então na minha rotina diária sempre haverá um destes possíveis  “milagrosos”

Testei>> Klassis, creme clareador
Avaliação>> ♥♥♥♥ (pela eficiência) ♥♥♥ (pela textura)
Aprovado √  (se usado com perseverança, continuamente)
Recomendo √  (com ressalvas)

About these ads

2 Respostas para “Klassis, creme clareador”

  1. makeupalooza 26 de novembro de 2011 às 8:34 PM #

    Oi, Tati!

    Realmente o Klassis é bem grossinho. Eu não uso todo dia, só às vezes, ele realmente dá uma melhorada na textura da pele. Coloco um pouquinho de água termal junto, aí ele espalha bem melhor, e a camada fica bem mais fina.

    Estou usando o Biomedic há umas 6 semanas e minha pele está escandalosamente mais clara. É maravilhoso! Minhas manchas nunca clarearam tanto antes, com nada!! Vc provavelmente vai gostar muito. (acho que vou fazer resenha dele lá no blog essa semana, se eu conseguir vou colocar fotos.)

    Ah, o negócio dos vasinhos é muito verdadeiro. Uso pouco, atualmente, os ácidos retinóicos, por causa disso. :(

    beijoca!

    • Tat Lótus 26 de novembro de 2011 às 11:05 PM #

      Olá! Que ótima notícia sobre o Biomedic, adorei. Eu tinha a impressão mesmo de que ele seria bem melhor que o klassis. Você usa todos os dias? Vou querer ler tua resenha sobre ; ). Agora o ácido retinóico tinha mesmo que te algo ruim, porque ele é incrível, rs. beijos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: